quarta-feira, 9 de abril de 2008

Direito de Aprender


ANTES DE COMPLETAR DOIS MESES, NAE JÁ ATENDE 150 CRIANÇAS
Projeto não tem similar na região e mostra resultados expressivos em pouco tempo
28/03/2008
http://gertrudes.nae.zip.net/index.html

Sem outro equivalente em toda a região, como é o caso, também, do Centro de Referência à Mulher Vítima (CREMUV), inaugurado há menos de um mês na cidade, o Núcleo de Atendimento Educacional (NAE), em Santa Gertrudes, contabiliza, hoje, atendimento a 150 crianças. As atividades do núcleo, vinculado à Secretaria Municipal de Educação, foram iniciadas no dia 11 de fevereiro, confirma uma das coordenadoras do serviço, a psicóloga Fernanda Bernardi. Atualmente, explica ela “estamos com oito turmas diárias, quatro no período da manhã e outras quatro à tarde”.

São meninos e meninas que apresentam algum tipo de dificuldade na aprendizagem escolar, que é exatamente o foco das atenções do núcleo.DiagnósticoEncaminhados ao serviço através das escolas da rede municipal de ensino onde estão matriculados, os 150 alunos ainda estão vivenciando uma fase de atividade em grupos, distribuídos em pequenas turmas. O trabalho é realizado por uma psicopedagoga, que vai observando o comportamento de cada criança, sua interação com as outras e estabelecendo, assim, um diagnóstico mais geral da situação. Na próxima etapa, contudo, prevista para começar em meados de abril, o atendimento será individual, envolvendo a atuação de uma psicóloga. Aí sim será possível identificar quais são os problemas que estão interferindo na performance escolar da criança e atuar com toda a equipe do NAE para amenizar ou eliminar essas dificuldades.FamíliaO atendimento, naturalmente, não dispensa a participação efetiva dos pais, que são envolvidos em todo o processo, numa espécie de terapia familiar, já que em boa medida as dificuldades de aprendizado da criança estão diretamente associadas ou decorrem da estrutura encontrada em seus próprios lares.


Claro que há outros fatores que podem interferir na aprendizagem, e a personalidade da criança também é levada em conta neste contexto de análise de caso.A demanda registrada pelo NAE em suas primeiras semanas de atividade chamou a atenção do prefeito Valtimir Ribeirão e do secretário municipal de Educação, Melhem Carlos Simão. “É muito gratificante testemunhar que o núcleo está gerando resultados, beneficiando estudantes, contribuindo para restaurar na criança o interesse pelo estudo e, ao mesmo tempo, ajudando a equilibrar o emocional desses alunos para que venham a ter um rendimento escolar superior, no mesmo nível ou até mais elevado que seus colegas”, disse Valtimir. “Creio que este trabalho funciona porque é realizado em conjunto, com a participação do Poder Público, que disponibiliza o atendimento através de profissionais qualificadas, e da família, que se insere nesta abordagem e se dispõe a fazer seu papel na recuperação da criança para uma vida escolar plena”, acrescentou Melhem.