sábado, 9 de fevereiro de 2008

Professores que fazem a diferença




Professor que faz a diferença é aquele tipo inesquecível, que vai fundo em tudo o que faz e contagia os alunos com seu entusiasmo. E você, também é assim?”

Faz diferença... ... acreditar no seu poder

Os alunos apresentam melhor rendimento em Português e Matemática quando os professores acreditam no poder de sua atuação profissional.

Se, diante de problemas de aprendizagem, um professor não joga a culpa nas características do aluno – dizendo que ele não tem disciplina, não se esforça ou não é assíduo –, nem atribui o insucesso escolar àquilo que considera ser característica predominante nas famílias: lares desestruturados ou pais desinteressados, ele mostra que tem confiança em sua capacidade para encontrar formas de equacionar e resolver tais problemas. E quando o professor tem um autoconceito elevado, ele faz com que seus alunos “cheguem lá”.

Para este professor, não é normal que uma criança, por ser pobre, fracasse na escola. Ele tem a convicção de que todo aluno é capaz de aprender, e de que, portanto, ninguém deveria ser reprovado ao final do ano. Sabe quanto uma reprovação é danosa ao amor-próprio e a auto-confiança do estudante. Por isso, trabalha com a recuperação contínua dos alunos que ficam abaixo da média. Quando o professor encara as dificuldades de aprendizagem como dificuldades de ensino, que podem ser equacionadas, ou como desafios a serem enfrentados, ele cresce profissionalmente e seus alunos progridem.

... utilizar livros e recursos didáticos diversificados na sala de aula

O aluno não constrói conhecimentos apenas ouvindo e copiando lições da lousa. Todos sabemos que observar imagens, manusear livros e revistas, assistir a vídeos, consultar mapas e dicionários, jogar, são atividades essenciais para que crianças e jovens possam estabelecer comparações, analisar, avaliar e interpretar dados e informações e, assim, aprender.