terça-feira, 4 de novembro de 2008

ALFABETO CORPORAL


MARIA AUGUSTA ROSSINI

O Alfabeto Corporal descreve uma experiência de psicomotricidade que vem de encontro à necessidade que o ser humano tem de se harmonizar com o mundo exterior, na busca do equilíbrio entre o racional e o emocional”.Com a prática do Alfabeto Corporal deixamos nosso corpo revelar nosso inconsciente e mostrar toda riqueza, energia e força represadas dentro de nós mesmos.

O alfabeto corporal é uma atividade que proporciona a seus praticantes uma melhor qualidade de vida. Sua prática estimula o desenvolvimento do ser humano em seus aspectos bio-psico-social-emocional, pois pela oportunidade de nos expressarmos corporalmente vamos aliviar tensões e relaxar. Para formar cidadãos atuantes e conscientes não basta apenas ensinar as letras com seus usos distintos na sociedade. É preciso alfabetizá-lo também na linguagem corporal para que ele possa interagir de maneira plena no seu grupo social. Crianças não alfabetizadas são muito beneficiadas, pois é uma excelente atividade de prontidão, visto que ela interioriza corporalmente o alfabeto antes de conhecer os símbolos.
A prática do alfabeto possibilita fazer leituras das mais variadas. É possível sentir diferenças em algumas reações quando descrevemos as vogais ou as consoantes, ou se fazemos uso dos membros superiores e inferiores.
Pode-se dizer que os braços e mãos exteriorizam nossos sentimentos como alegria, tristeza, negação, agressividade, devoção. É uma forma de comunicar nossa natureza com o mundo, eliminando as tensões que sobrecarregam nosso inconsciente.
Com as crianças, essa prática satisfaz a necessidade de movimento e ação (característica da infância) e também estimula a expressão e o conhecimento corporais.
OS braços, mãos, postura do corpo, olhos... enfim, todo o nosso corpo, emite frases inteiras que nossas vozes não pronuciaram. E esta linguagem é desenvolvida concomitantemente com o desenvolvimento da percepção de cada um, da consciência que ele tem de si e do mundo que o cerca.
A movimentação consciente do corpo proporciona conhecimento de suas partes e também do espaço que ele ocupa. O alfabeto corporal é uma atividade que proporciona a seus praticantes uma melhor qualidade de vida.
Sua prática estimula o desenvolvimento do ser humano em seus aspectos bio-psico-social-emocional; pois, pela oportunidade de nos expressarmos corporalmente, vamos aliviar tensões e relaxar.
Para formar cidadãos atuantes e conscientes não basta apenas ensinar as letras com seus usos distintos na sociedade. É preciso alfabetizá-los, também, na linguagem corporal, para que eles possam interagir de maneira plena em seu grupo social.
Crianças não alfabetizadas são muito beneficiadas, pois é uma excelente atividade de prontidão, visto que elas interiorizam corporalmente o alfabeto antes de conhecerem os símbolos.
Além disso, as ações intencionais dos movimentos de cada letra, dissociadas ou associadas, não envolvem simplesmente a mobilização de certos grupos musculares, como na ginástica.
Seus movimentos significativos estimulam: respiração, equilíbrio, postura, coordenação motora, lateralidade, flexibilidade, tonicidade muscular, ritmo, harmonia na expressão corporal, criatividade.